Categoria: Noticias

Categoria: Noticias

O que é a Nutrigenética? Interação alimentos-genes

Neste artigo exploramos as novas ciências relacionadas com a genética, que fornecem informações sobre os mecanismos que influenciam o desenvolvimento da obesidade. A nutrigenética, a nutrigenómica, a proteómica e a metabolómica darão muito que falar nos próximos anos no campo da alimentação.

nutrição personalizada ou nutrição de precisão é o futuro, pois a resposta individual a uma dieta ou a uma terapia varia de acordo com os seus genes e o seu estilo de vida. A curto prazo, será possível medir o risco individual de desenvolver determinadas patologias e realizar uma prevenção real, controlando fatores ambientais (ambioma).

cronobiologia descobriu que durante as 24 horas do dia, o seu corpo passa por diferentes fases de secreção hormonal, coordenação física e sono, seguindo sequências temporais previsíveis. Dependendo da hora do dia, as hormonas metabolizam melhor um determinado grupo de nutrientes.

Se adaptarmos a ingestão dos alimentos a estes ritmos biológicos, podemos melhorar o controlo do peso, a composição corporal e a evolução de muitas patologias.

O que é a Nutrição Molecular?

A nutrição molecular estuda os processos pelos quais os nutrientes e os compostos bioativos dos alimentos influenciam os processos de sinalização celular e expressão génica.

As novas ciências ómicas – transcriptómica, proteómica e metabolómica – fazem parte da nutrição molecular e possibilitaram novas ferramentas para determinar as interações dos nutrientes, e de outros componentes ativos dos alimentos, com o genoma humano.

A genética e metabolómica, bem como a microbiota do indivíduo, determinam as necessidades nutricionais e a resposta que o indivíduo tem à dieta.

A curto prazo, a dieta mediterrânica será a base, mas cada pessoa deve ser aconselhada a utilizar menos azeite (na confeção ou no tempero), a consumir mais frutas ou a praticar mais exercício físico, por exemplo.

Genótipo vs fenótipo

O fenótipo ou expressão genética é determinado pelo genótipo, pela microbiota do indivíduo e pela influência das condições ambientais.

A genética influencia bastante nos primeiros anos de vida, mas a partir de uma certa idade o ambiente influencia mais (obesidade, colesterol e diabetes na idade adulta).

Existem patologias monogénicas clássicas nas quais há um gene ou um pequeno número de genes envolvidos, como: doença celíaca, intolerância à lactose, hipercolesterolemia familiar, fenilcetonúria, galactosemia …

As patologias poligénicas de abordagem e tratamento mais difíceis são: obesidade, diabetes tipo 2, dislipidemia, doença cardiovascular, hipertensão, osteoporose, doenças neurodegenerativas, cancro…

Ao intervir nessas doenças, existem fatores modificáveis ​​como: estilo de vida, álcool, tabaco, exercício, hábitos alimentares, sono e fatores exógenos como toxinas, poluição, microorganismos e alergénios.

Interação genótipo e dieta

A escolha dos alimentos é determinada por fatores genéticos. Além disso, a dieta influencia o risco de desenvolver certas doenças mediante interações gene-nutriente que afetam os processos digestivos e metabólicos.

Um exemplo clássico é a fenilcetonúria, uma doença congénita do metabolismo, causada por mutações no gene que codifica a enzima fenilalanina hidroxilase que transforma a fenilalanina em tirosina.

Quando a enzima não funciona, acumula-se fenilalanina (aminoácido presente nas leguminosas, soja, carne, peixe, ovos, cereais (menos arroz e milho), laticínios e aspartame) , gerando toxicidade neurológica e atraso mental. Se a mutação for detetada precocemente e a dieta for adaptada, o desenvolvimento cognitivo ocorrerá dentro da normalidade.

Outras interações dieta-gene foram detetadas no cancro, diabetes, hipercolesterolemia, hiperhomocisteinemia, hipertensão, osteoporose, obesidade, etc.

A indústria alimentar tem trabalhado para encontrar componentes bioativos, que possam ser incluídos em alimentos funcionais adaptados às necessidades genéticas específicas de diferentes grupos de indivíduos.

É importante ter em consideração as interações gene-gene, que também podem afetar o processamento metabólico dos nutrientes e modular o risco de certas patologias.

O que é a Nutrigenética?

Nutrigenética, Nutrigenómica e Nutriepigenética são ramos da Nutrição que utilizam ferramentas moleculares para investigar o papel dos componentes da dieta no organismo, em situações tanto de saúde como de doença.

nutrigenética é a base da nutrição de precisão. Este termo foi aplicado pela primeira vez em 1975 por Brennan. Baseia-se na crença de que o genótipo da pessoa determina grande parte da resposta individual à dieta.

Outra definição seria que a Nutrigenética estuda as diferentes respostas fenotípicas à dieta de acordo com o genótipo de cada indivíduo (Ordovás 2004). Embora tenha sido comprovado que certas orientações nutricionais anulam os efeitos negativos de algumas variantes genéticas.

O que é a Nutrigenómica?

Nutrigenómica estuda os mecanismos moleculares que determinam os efeitos da dieta na expressão genética; como afetam os polimorfismos a expressão e regulação e como essas alterações se interrelacionam com os aspectos proteómicos e metabolómicos.

Este termo foi utilizado pela primeira vez em 1999 pela DellaPenna, aplicando-o ao estudo do genoma das plantas para melhorar o seu conteúdo nutricional, orientado à nutrição humana.

O que são a transcriptómica, a proteómica e a metabolómica?

transcriptómica estuda o transcriptoma, ou seja, o conjunto completo de moléculas de RNA mensageiro presentes numa célula, tecido ou órgão. Ajuda a conhecer melhor os mecanismos moleculares que podem explicar as diferentes respostas.

Através da análise da expressão do RNA, podemos saber se a variante genética analisada atua causando um maior nível de expressão, neutralizando ou aumentando o efeito genético.

Por exemplo, um pequeno-almoço rico em proteína ou em hidratos de carbono causa diferenças na expressão de 141 genes.

proteómica estuda o proteoma, isto é, o total de moléculas de proteína presentes numa célula, tecido ou órgão. Permite estudar todas as proteínas expressas e relacioná-las com o fenótipo em estudo.

metabolómica estuda o metaboloma, ou seja, o conjunto completo de metabolitos numa célula, tecido ou órgão.

O que é a Epigenética?

Literalmente significa “além das mudanças na sequência genética”. A epigenética avalia como as interações ambientais afetam a expressão génica.

Isso é esperançoso, pois abre uma janela terapêutica para as pessoas com predisposição genética à cronodisrrupção e à obesidade, para que realizem certas mudanças no estilo de vida.

Os fatores ambientais que têm mais força são: alimentação, exercício, consumo de tabaco, álcool, stress, contaminantes químicos, físicos, microorganismos, medicamentos, intervenções cirúrgicas, etc.

Na era pré-genómica, supunha-se que a mesma dieta teria o mesmo efeito para cada indivíduo; no entanto, hoje sabe-se que uma determinada recomendação nutricional pode não ser adequada para todas as pessoas, dependendo dos seus genes.

Hoje em dia, dispomos de testes genéticos que detetam marcadores que preveem a resposta individual à dieta e o risco de desenvolver determinadas patologias. Isto permite recomendações personalizadas para prevenir e melhorar o tratamento de qualquer doença, porque, exceto no caso dos traumatismos, todas as doenças têm um componente genético.

Se tiver alguma dúvida sobre nutrigenética, deixe um comentário e os nossos Nutricionistas Online ajudarão.

Lembre-se de que pode nos seguir através das nossas redes sociais como FacebookInstagram ou no nosso canal no YouTube.

https://www.dietacoerente.pt/dietas/teste-nutrigenetico/
€220.00 IVA Incluído Teste genético + Plano Alimentar Personalizado | Kit Domícilio

Cancro e alimentação | Terapia nutricional

O cancro e a alimentação devem andar de mãos dadas para permitir ativar o sistema imunológico e enfrentar as complicações associadas ao cancro, tais como perda de apetite, alteração do paladar, distúrbios gastrointestinais, dor, mudanças de humor etc.

RECUPERE A FORMA DEPOIS DAS FÉRIAS

Recupere a forma depois das férias.

👉 Até 30 de Setembro, a Dra Amil López, CEO da Dieta Coerente, irá oferecer-lhe um 30% de DESCONTO em todas as dietas.

📞Marque já a sua consulta: https://bit.ly/2kUJ42t